Notícias

Delegação do Itabaiana viaja nesta sexta ao meio dia para Campina Grande

E na hora da viagem, lá estará ao vivo a reportagem atuante da Rádio Jornal 540, para conversar com os jogadores, e desejar boa sorte a rodo o grupo no jogo do domingo contra o Campinense na Paraíba.

Nesta quinta-feira, o treino apronto aconteceu em Frei Paulo mais uma vez, preservando assim o Mendonção. Domingo no Amigão, o tricolor sofrerá pequenas mudanças, que deverão acontecer na defesa e no ataque, principalmente se Paulinho Macaíba não passar no teste que fará antes do jogo.

O xodó da galera serrana se contundiu no treino da quarta-feira no Estádio Titão, mas tem boas chances de atuar contra a Raposa, inclusive estando relacionado para a viagem.

Roberto Carioca, a notícia com a marca da credibilidade!

CBF altera data de realização dos jogos mata-mata da próxima Copa Nordeste

Motivada pela briga no tapetão, que envolve o campeonato do Maranhão, a CBF resolveu adiar a série de mata-mata que envolve equipes do nordeste visando a próxima edição da competição regional que mais cresce no país.

A informação foi passada pelo supervisor Gilberto Nunes no final de semana em entrevista na Rádio Jornal ao repórter Roberto Carioca, setorista do Itabaiana.

Todos os detalhes foram debatidos inclusive no domingo na mesma emissora, com a participação de toda a equipe da 540.

Da redação, Wílson Botafogo.

Rádio Jornal 540 antecipou a notícia da saída do treinador Aílton Silva

Mais uma vez em absoluta 1ª mão, foi a Rádio Jornal 540 através do radialista Roberto Carioca, quem divulgou com exclusividade a saída do treinador Ailton Silva do Itabaiana. O assunto ganhou repercussão posterior também no portal itnet.com, já no domingo,(07).

A informação foi passada no ar ao vivo, ainda no sábado, por volta das 14:40 hs, antes mesmo da bola rolar para a decisão. Ailton já se apresentou no Campinense, adversário tricolor na série D que vai começar no outro domingo, dia 21, com Itabaiana x Flu de Feira, e Atlético de Carpina(PE) x Campinense.

Da redação, Wílson Botafogo.

Itabaiana quer ser campeão neste sábado com o apoio de sua torcida

Resultado de imagem para radio jornal 540

Emissora líder em esportes promete show de cobertura

Com informações do repórter Roberto Carioca

Uma grande festa está sendo montada pela torcida, e nesta final já contando com vuvuzelas, apitos, bobinas, e um bandeirão jamais visto no estado.

É desse jeito que a enorme torcida serrana quer acolher o time neste sábado, e voltar a soltar o grito do título. Ainda há ingressos, o que deverá acontecer também no sábado da decisão.

A Rádio Jornal estará, como sempre, fazendo uma grande cobertura do evento, inclusive com o repórter Roberto Carioca coladinho no time da casa.

Da redação, Wílson Botafogo.

FSF confirma decisão com jogo final em Itabaiana no sábado, dia 06, às 16 hs no Médice!

Em entrevista ao vivo nos estúdios da Rádio Jornal 540, neste domingo(16), à tarde, antecedendo ao clássico em que o Confiança derrotou o Sergipe por 3 x 2, o presidente Milton Dantas confirmou o que a nossa reportagem através do radialista Roberto Carioca já havia divulgado no último sábado, quando da transmissão da goleada tricolor por 4 x 0 no Frei Paulo, ou seja:

A partida final da decisão do Sergipão, será em Itabaiana no sábado, dia 06 de maio. O primeiro jogo será no Batistão,´dia 29 deste mês. E o Itabaiana, assim como no ano passado, jogará por dois resultados iguais.

Da redação, Wílson Botafogo.

 

Sergipe 2 x 2 Confiança: O líder isolado Itabaiana, agradece!

Após a vitória diante do Frei Paulistano sábado por 2 x 1, o domingo não poderia ser melhor para os tricolores após o empate no clássico do Batistão.

Com 09 pontos folgado na frente da tabela, o tremendão muda o chip e pensa agora na decisão desta quarta à noite em Maceió, diante do CRB pelo Nordestão.

Jogando com a vantagem do empate para confirmar o 1º lugar do grupo, e a vaga para a 2ª fase, o tricolaço não poderá ser derrotado para os alagoanos, pois assim ficará muito difícil a classificação como um dos segundos de chave. E a matemática atual prova isso, galera.

A partida terá, como sempre, cobertura da Rádio Jornal 540 com o repórter Roberto Carioca que irá ao Rei Pelé ao lado de Mário Sena neste meio de semana.

Mais informações do time sensação do futebol sergipano, a qualquer momento nesta página, no Timaço do Magá diariamente com o atualizado noticiário do time serrano das 11 às 13 horas, e também na nossa página(Roberto Carioca), no portal itnet.com

Da redação, Wílson Botafogo.

 

Saiba o porquê seu cabelo não cresce e como reverter o caso!

Cabelo que não cresce é um problema que incomoda muitas pessoas. Além da questão estética, a falta de volume ou escassez de fios pode ser sinal de que a saúde não vai bem. Carência nutricional, doenças e até mesmo sentimentos podem prejudicar o comprimento das madeixas.

Confira os principais motivos pelos quais seu cabelo não cresce a seguir.

Por que meu cabelo não quer crescer: 15 causas

Alimentação

dieta prato alimentacao 0117 400x800

A má alimentação é uma das principais causas da queda de cabelo, que deixa o cabelo escasso e com pouco volume. “Algumas deficiências nutricionais estão associadas à fragilidade dos fios. Além disso, elas podem agravar doenças que não têm cunho nutricional, como alopecia, que é a perda de cabelos ou pelos em uma determinada parte do corpo”, explica a dermatologista Rossana Vasconcelos, da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Alguns compostos como biotina, zinco, vitaminas do complexo B, ferro e aminoácidos – como cistina, cisteína – são essenciais para preservar e fortalecer os fios.

Anemia

A deficiência de ferro, principal característica da anemia, está associada à queda de cabelo e ao desenvolvimento de outras doenças capilares como a alopécia. A dica é reparar em outros sintomas de anemia, buscar ajuda médica e realizar exames que medem indicadores que têm relação com a doença, como hemoglobina, hematócrito, ácido fólico, vitamina B, ferro e ferritina.

Caspa, seborreia e micoses

coceira pela caspa 0117 400x800

Alguns problemas capilares podem podem causar descamação em volta do folículo do fio, gerar um processo inflamatório e ainda criar o ambiente perfeito para fungos. Tudo isso pode atrapalhar o ritmo de crescimento e facilitar a queda.

Nestes casos, o mais correto é buscar ajuda de um dermatologista para tratar o problema e recuperar o volume capilar.

Cigarro e álcool

Essas duas drogas aumentam o estresse oxidativo, ou seja, potencializam os radicais livres que danificam células saudáveis, o que pode impactar diretamente na saúde da cabeleira. O fumo ainda atrapalha a circulação, fazendo com que o sangue não chegue com facilidade ao couro cabeludo.

Cirurgia Bariátrica

emagrecimento roupa larga 0217 400x800

As mudanças na dieta de quem faz cirurgia bariátrica podem provocar queda de cabelos. Além disso, o estresse que atinge algumas pessoas após o procedimento pode colaborar com o quadro. Todavia, esse efeito pode ser tratado pelo aporte de vitaminas, adoção de uma dieta saudável e métodos para controlar o estresse, como a meditação.

Doenças autoimunes

Doenças autoimunes, como lúpus e psoríase, também podem prejudicar os cabelos. “Pacientes com queda ou dificuldade de crescimento das madeixas têm de passar por uma avaliação médica, pois podem estar com patologias que agridem o couro cabeludo ou impedem o tratamento de problemas como a caspa”, aconselha a Rossana.

Estresse

trabalho raiva estresse 216 400x1800

Um dos sintomas de estresse é a queda de cabelo. Isso ocorre pois ele influencia a formação de radicais livres, que são moléculas que oxidam as células, causando maior risco de queda das madeixas.

Genética

O fator genético influencia praticamente todos os aspectos capilares, desde a cor e a textura até o risco de desenvolver algumas doenças, como a alopecia androgenética, que é popularmente conhecida como calvície. “Ela tem a ver com uma predisposição familiar que faz com que o cabelo vá afinando e ficando menor com o passar dos anos e o avanço da idade”, explica a dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Rossana Vasconcelos. “Por isso, o diagnóstico precoce é essencial para controlar a evolução do problema”, finaliza.

Hipotireoidismo

glandula tireoide homem 0117 400x800

© Fornecido por Batanga Media Difusão pela Internet LTDA glandula tireoide homem 0117 400×800

O hipotireoidismo pode dar sinais nas unhas e cabelos, como a queda dos fios. Caracterizado pela produção insuficiente de hormônios pela glândula tireoide, se não tratado, ele pode ter graves consequências para a saúde, como problemas cardiorrespiratórios, o que aumenta a necessidade de buscar ajuda médica.

Hormônios

Segundo a dermatologista Rossana Vasconcelos, fases da vida ou condições em que há alterações hormonais também podem atrapalhar o crescimento do cabelo. Entre elas estão a Síndrome do Ovário Policístico, a menopausa precoce e até mesmo os primeiros meses de amamentação.

Medicamentos

medicamento queda cabelo 116 400x800
© Fornecido por Batanga Media Difusão pela Internet LTDA medicamento queda cabelo 116 400×800

Alguns efeitos colaterais de remédios podem fazer os cabelos caírem, sendo sempre indicado consultar a bula do composto.

Poluição

A poluição também pode aumentar o estresse oxidativo e piorar inflamações, que podem levar à queda e fazer com que o cabelo não cresça como deveria.

Progressiva e outros tratamentos

tratamento cabelo 0217 400x800

O uso de alisamentos cujos produtos têm como base o formol ou o ácido glicoxílico pode acarretar em alterações nas hastes dos fios de cabelo, levando à quebra. Outro ponto importante é que alguns tratamentos químicos podem causar inflamação e caspa no couro cabeludo, o que também prejudica a fixação das madeixas.

Assim, o ideal é avaliar a estrutura do fio e não abusar do uso de produtos químicos, hidratando e dando um intervalo bem espaçado entre cada um.

Secador e chapinha demais

O aquecimento diminui a quantidade de água dos fios, o que os deixa fracos, com pontas duplas e faz com que eles cresçam menos fortes e bonitos. Nesses casos, o ideal é abandonar, ou ao menos diminuir, o uso da chapinha e sempre secar os cabelos com pelo menos 10 cm de distância do secador.

Um erro ao secar os cabelos é não usar protetor térmico, que tem a função de amenizar o efeito do calor sobre a cutícula do fio.

Tinturas

pintar cabelo de vermelho 216 400x900

Dentre todas as tinturas, as mais danosas são as permanentes, que costumam durar mais e cobrir 100% dos fios. Como penetram na camada intermediária da fibra capilar, chamada de córtex, elas contêm amônia e podem aumentar a chance de quebra e queda, o que dá a impressão de que o cabelo não cresceu.

Além disso, esses produtos possuem parafenilenodiamina, uma substância que está ligada ao maior risco de desenvolvimento de alergias no couro cabeludo, o que também prejudica o volume capilar.

Como fazer cabelo crescer mais rápido

Resultado de imagem para linha de suplementos  da sidney oliviera

Óleo de Groselha age no bulbo, na raiz do cabelo. Produto excelente e recomendado por especialistas no assunto e que pode lhe ajudar bastante para ter cabelos fortes e saudáveis. Apenas R$ 15,00 na Farmacia Saúde & Beleza, Rua Esperidião Noronha, 1270, centro de Itabaiana. Não confunda a marca, isso faz a diferença. Fone/zap: 9 9983 4028.

Alimentação para fazer o cabelo crescer mais rápido: 8 alimentos mágicos 8 conselhos para o cabelo crescer mais rápido (dicas testadas!) Cortar as pontas faz o cabelo crescer mais rápido? Descubra

 

Suplemento em cápsulas que promete eliminar o câncer está sendo testado na USP em São paulo

A pílula do câncer – A fosfoetanolamina

Um suposto medicamento milagroso promete eliminar neoplasias: é a pílula do câncer.

A fosfoetanolamina, princípio ativo da pílula do câncer, é um composto químico presente no organismo de diversos mamíferos. É uma amina primária fundamental para a formação da membrana celular e também apresenta função sinalizadora: ela informa o sistema nervoso sobre algumas situações pelas quais as células estão passando.

A fosfoetanolamina dá origem a outra substância, a fosfatidiletanolamina, responsável por normalizar o metabolismo oxidativo (o transporte e quebra dos ácidos graxos no organismo, que gera toda a energia usada pelo corpo humano).
Gosta de Curiosidades? Entretenimento? Vídeos legais? Clique para curtir o Blogadão

pilula-do-cancer

A pílula do câncer, ainda sem registro (divulgação: USP)

Este mecanismo de quebra das gorduras ingeridas na dieta fica prejudicado nas células cancerosas. Teoricamente, a pílula do câncer faria com que estas células interrompessem a multiplicação desordenada, voltando a trabalhar normalmente, neutralizando os tumores.

A partir dos anos 1970, pesquisadores conseguiram desenvolveram um tipo sintético de fosfoetanolamina, com alegadas propriedades antitumorais: a substância estimula a apoptose, ou “morte celular programada”, atividade relacionada à regulação do tamanho dos tecidos.

Em pesquisas “in vitro” (com células humanas) e com camundongos portadores de leucemia, a substância foi estudada e demonstrou resultados satisfatórios, mas ainda não existem suficientes ensaios clínicos com pacientes humanos comprovando que a fosfoetanolamina efetivamente consiga combater o câncer.

A ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) ainda não concedeu nenhum registro para a substância e suas indicações terapêuticas e, desta forma, a prescrição e comercialização da droga continuam proibidas.

A pílula do câncer

O medicamento, ainda sem comprovação científica, está causando furor especialmente no Estado de São Paulo, onde foram desenvolvidos os primeiros estudos. Alguns portadores de câncer já entraram na justiça pelo direito de receber a pílula do câncer.

O composto químico começou a ser pesquisado por Gilberto Chierice, professor aposentado do Instituto de Química de São Carlos (IQSC), da Universidade de São Paulo. Mais recentemente, a substância foi apelidada como “pílula do câncer”.

A falta de ensaios clínicos sobre a fosfoetanolamina tem provocado desconfiado na comunidade médica, apesar da forte esperança que tem surgido entre os pacientes, especialmente os portadores de neoplasias mais agressivas, que progridem com celeridade, fato natural entre portadores de enfermidades terminais.

Para aumentar a polêmica sobre a fosfoetanolamina, a própria USP informa oficialmente que a pílula do câncer foi estudada como um produto químico e “não existe demonstração cabal de que tenha qualquer ação efetiva contra a doença”.

Os testes com células humanas foram desenvolvidos em tumorações na pele (melanomas), no pâncreas e nos rins. Células sanguíneas com leucemias também foram testadas. No entanto, não existem ensaios clínicos com pacientes humanos. Seja como for, a fosfoetanolamina inibe a capacidade de multiplicação celular desordenada, que está na gênese dos tumores.

Medicamentos atuais

As medicações contra o câncer que estão sendo desenvolvidas atualmente diferem dos tratamentos tradicionais, como a quimioterapia e a radioterapia, por atacarem especificamente as células cancerosas. Químio e radioterapia atingem igualmente todos os tecidos vizinhos ao tumor.

A pílula do câncer reativa a morte celular programada e estimula o sistema imunológico a eliminar as células do tumor. A grande dúvida dos pesquisadores é sobre os possíveis efeitos colaterais de médio prazo, que podem determinar prejuízos ainda maiores do que os determinados pela neoplasia.

Por outro lado, já é sabido que a fosfoetanolamina não altera as propriedades dos medicamentos tradicionalmente empregados para combater o câncer (o que indica que ela poderia ser adotada como tratamento complementar).

Nos ensaios pré-clínicos, a pílula do câncer tem obtido bons resultados. Estes ensaios abrangem três grandes grupos: farmacológicos, farmacocinéticos e toxicológicos. Nos primeiros, examina-se o potencial terapêutico do medicamento, seu modo de ação e possíveis efeitos secundários.

A farmacocinética fornece informações sobre absorção, distribuição, metabolismo, excreção, inibição (ou indução) enzimática e interação com outros medicamentos. Os estudos toxicológicos incluem a avaliação da toxicidade geral (aguda ou crônica), efeitos sobre a absorção de nutrientes, sobre as funções reprodutoras, etc.

A pílula do câncer já passou por duas etapas do procedimento científico: os estudos com animais e os ensaios pré-clínicos. No entanto, muitas substâncias que pareciam promissoras já superaram estas etapas mas tiveram de ser abandonadas, por perda da efetividade ou pela reprovação na análise de custos e benefícios para os pacientes.

Pílula do câncer – Idas e vindas

Em junho de 2014, a USP reforçou a proibição da pílula do câncer, cuja produção, de acordo com IQSC, “foi um ato oriundo de decisão pessoal” de Chierice. O Instituto, em comunicado oficial, afirmou que substâncias como a fosfoetanolamina só podem ser distribuídos com apresentação das licenças dos órgãos oficiais, como a ANVISA e o Ministério da Saúde.

Em outubro de 2015, no entanto, o presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) liberou a entrega da pílula do câncer a todos os pacientes que demandaram judicialmente o acesso à droga, depois de parecer do Supremo Tribunal Federal (STF), favorável à liberação da fosfoetanolamina.

A decisão baseou-se em uma das diretrizes da ética médica, segundo a qual todos os pacientes devem ser informados sobre tratamentos comprovados ou experimentais que possam oferecer a cura ou a minimização dos sintomas, favorecendo o bem-estar.

Em cerca de dois meses, o Judiciário paulista já recebeu mais de 1,5 mil liminares com pedido de acesso à droga. Para impedir um processo de judicialização, está sendo realizado um incremento à pesquisa com a pílula do câncer, para que os estudiosos possam concluir os ensaios clínicos.

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) anunciou oficialmente, em novembro de 2015, a liberação de R$ 10 milhões para acelerar a pesquisa sobre a eficácia da pílula do câncer. O valor anunciado é considerado elevado para os padrões brasileiros, especialmente em um período de contingenciamento de verbas.

Ainda em novembro, um órgão especial do TJSP cassou todas as liminares que obrigavam a USP a fornecer a substância aos pacientes. O MCTI parece ter pressa e determinou que todas as autorizações para a realização integral dos estudos sejam concedidas em até 18 meses.

Fosfoetanolamina – Relatos de cura

Muitos pacientes testemunham ter sido curados de diversos tipos de tumores malignos com o uso da pílula do câncer. Estes relatos, no entanto, não têm valor científico; ao menos, não podem ser adotados como parâmetro único para a liberação da fosfoetanolamina.

Um dos grandes entraves para o emprego dos relatos não passa pela verossimilhança. Os pacientes que afirmam ter obtido a cura devem ter os seus testemunhos acatados pelos pesquisadores. O problema, contudo, persiste: não se trata de um dado objetivo.

É preciso analisar, com o emprego de critérios científicos, o universo das pessoas que tomaram a fosfoetanolamina. É sempre possível que, para um número X de curas, tenha havido um número cinco vezes superior de óbitos ou de recidivas.

Na terceira fase dos procedimentos para a liberação de uma droga, o número de cobaias humanas é sensivelmente superior e os pacientes são acompanhados por até três anos. Os dados colhidos são comparados com os de outras drogas também utilizadas para o combate ao câncer. Só assim, poderemos saber se a pílula do câncer é realmente a resposta para um dos males que mais afligem a humanidade.

Vale lembrar também que já há no mercado brasileiro, as pílulas em cápsulas que por enquanto, só ajudam a prevenir e evitar a chegada do câncer, mas não a cura ainda, e sim, repitimos, a prevenção, como na matéria acima. São suplementos de vitaminas e minerais encontrados nas casas de produtos naturais, como a Farmacia Saúde & Beleza, na cidade de Itabaiana, situada na Rua Esperidião Noronha, 1279, centro. O seu fone/zap é: 9 9983 4028, revendedor autorizado das Linhas Sidney Oliveira e Ultrafarma no atacado ou varejo para todo o estado de Sergipe.

Suplemento em cápsulas para a inteligência agindo diretamente no cérebro vira caso de polêmica!

Inteligência – Você Concorda?

Após polêmica sobre a existência de suplementos para inteligência, órgão que regulamenta os medicamentos no Brasil, a ANVISA estuda proibir a comercialização destes produtos no país. Estudantes, concurseiros, celebridades e até muitos empresários de sucesso que já alegaram terem obtido resultados com os tais medicamentos contestam. – Confira na matéria:

Depois de muitos processos judiciais e confusões envolvendo concursos, universidades e escolas e o uso destes suplementos por parte de alguns candidatos e alunos, ANVISA estuda proibir a comercialização das Pílulas da Inteligência para erradicar estes escândalos motivados por supostos casos de “dopping” .

 

Uma história que tem causado muita polêmica entre as pessoas e que até já tomou espaço da mídia nacional, como mostrado no Fantástico, agora o assunto chega ao órgão máximo de controle de medicamentos no Brasil, a ANVISA. Regulador estuda a proibição da fabricação e comercialização das chamadas Pílulas da Inteligência, produtos que prometem aumentar a inteligência e o foco, transformando o cérebro humano em uma super máquina.
Inspirados pelo filme americano “Sem Limites”, onde o personagem principal, um escritor fracassado que tomou uma pílula da inteligência (chamada NZT48) se tornou bem sucedido e rico rapidamente graças ao seu aumento de inteligência, muitos boatos sobre um suplemento natural que permite que pessoas “comuns” ficarem superinteligentes quase que do dia pra noite surgiram na internet. As histórias começaram a vir à tona quando muitos concurseiros, como o caso do Gari que passou na Receita Federal, estudantes, vestibulandos e candidatos do ENEM (com o conhecido caso do Bernardo, que chegou a ser detido pela polícia inclusive) foram vítimas de processos para anulação de seus resultados por “dopping”, uma vez que eles utilizaram tais suplementos (todos os casos utilizando o mesmo produto, o Actus) e obterem sucessos impressionantes, alguns até como primeiros colocados em suas respectivas disputas.

Mesmo que todos os casos noticiados fossem reais e os candidatos e alunos foram inocentados e ficaram livres para continuarem com seus cargos e estudos, a ANVISA quer acabar com este tipo de escândalo e evitar processos desta natureza. O órgão admite que não teria motivos clínicos para proibir o uso de tais pílulas da inteligência, como o Actus, único que até hoje apresentou os resultados de real aumento de inteligência e foco, pois em pesquisa descobriu-se que se trata de um nootrópico, uma substância usada para aumentar o potencial cognitivo do cérebro humano. A fórmula já é comercializada nos EUA, e agora está sendo distribuída no Brasil pela empresa Qualydade Vida, única distribuidora e detentora da fórmula original no país.

Nos Estados Unidos a fórmula já deu muito o que falar, e megaempresários, cientistas proeminentes e diversas celebridades de Hollywood declararam utilizá-la. Alguns cientistas chegaram a afirmar que a pílula dá uma vantagem injusta àquelas pessoas que a tomam, e querem que o suplemento seja proibido. Ainda nos EUA, estudantes das melhores universidades do país, como Harvard e Stanford, afirmam que fazem uso diário do suplemento para aumentarem seu desempenho.

O lançamento da pílula também causou polêmica aqui no Brasil, quando empresários e banqueiros (que já faziam uso da fórmula) resolveram processar a empresa responsável pela venda de Actus. A alegação era de que o preço do composto deveria ser mantido a valores altos, pois caso a chamada “fórmula do sucesso” fosse vendida a preços muito acessíveis, poderia haver um desequilíbrio na economia. O processo ainda corre na justiça, mas Actus continua sendo vendido pelo seu preço original, segundo o fabricante.

A revista americana Forbes (responsável por divulgar a lista das pessoas mais ricas do mundo) fez uma matéria especial sobre Actus, chamando-o de “Viagra para o cérebro”.

Após realizar testes com mais de 2000 indivíduos, o Instituto de Neurociências da Universidade de Miami, nos EUA revelou que Actus aumentava a atividade cerebral ligada à memória em 138%, e àquela ligada ao raciocínio lógico em 85%.

Participantes realizaram testes de QI antes e depois de tomarem a pílula, e na média viram um aumento de 42 pontos no seu QI (a média brasileira é de 86). Ou seja, a maioria das pessoas consegue aumentar o seu QI em quase 50%!

O Instituto de Neurociências da Universidade de Miami realizou um teste com mais de 2000 indivíduos. 97% deles apresentaram resultados similares aos mostrados na foto, com a ativação das áreas cerebrais ligadas à memória, raciocínio e pensamento lógico.

Para medir o desempenho dos participantes, foram realizados diversos testes de lógica, memória e raciocínio. Dos participantes que tomaram Actus, 97% tiveram uma melhora no seu desempenho. A maioria relatou sentir-se relaxado, focado e à vontade durante a bateria de testes que duraram até 6 horas.

Ficou clinicamente comprovado que Actus:

  • Acelera o raciocínio em 85%
  • Aumenta o QI em média em 47%
  • Inibe a atividade nas áreas do cérebro relacionadas ao stress e cansaço
  • Aumenta a capacidade de memorização em 138%

Nós fizemos o teste: Actus é tudo isso mesmo?

Com tantos elogios da mídia e diversas opiniões de pessoas que usaram e aprovaram Actus, nós aqui do portal decidimos verificar se o suplemento realmente era aquilo tudo que prometia ser. Achar voluntários não foi difícil, pois quase todos da redação se ofereceram pra testar. No final, resolvemos escolher nosso editor-chefe, Carlos Ferreira, para ser a cobaia. Abaixo segue o relato dele após 2 semanas tomando Actus:

 


Aqui estão seus Resultados…

Para começar nosso estudo, a primeira tarefa foi encontrar um frasco de Actus. Devido à grande procura, nós tivemos de esperar 2 semanas para conseguir comprar, pois estava esgotado no site oficial.

 

No primeiro dia, eu tomei uma pílula de manhã ao chegar ao escritório, e segui minha rotina normal. Talvez uns 20 a 30 minutos depois, comecei a sentir uma sensação diferente. Eu só posso descrever se minha mente estivesse muito calma, em silêncio. Era como se eu recém tivesse acordado, um pouco zonzo, mas era muito diferente. Estava zonzo, mas ao mesmo tempo super focado. Comecei a me sentir muito bem, e dei conta de todos os meus emails que tinham acumulado durante a semana em menos de 45 minutos.

 

O tempo parecia passar de uma forma diferente, e eu já tinha terminado todas as minhas tarefas para aquele dia antes mesmo das duas. Comecei a trabalhar em uns projetos pessoais, e me sentia tão revigorado que resolvi ir à academia, coisa que já não fazia há meses.

 

Durante os outros dias que tomei Actus, os efeitos foram os mesmos: meu tempo na redação era muito produtivo, eu conseguia pensar com muita clareza e resolver problemas difíceis em poucos minutos. Todo mundo ficou impressionado com meu desempenho, e alguns dos meus colegas começaram a tomar também logo que viram o efeito que Actus teve em mim.

 

Após 2 semanas tomando Actus, eu posso dizer que ele é realmente tudo o que promete ser, e mais. Eu particularmente já havia tomado modafinil (um remédio controlado) para o mesmo fim, mas Actus é de longe a melhor coisa que já experimentei, e o melhor de tudo, sem efeitos colaterais.

Actus é seguro?

Quando as pessoas ouvem falar dos efeitos de Actus, muitos se perguntam quanto aos efeitos colaterais de um suplemento com tamanho poder. Afinal, estamos acostumados ao fato de que drogas que aumentem a capacidade humana (tanto física quanto mental) tenham algum tipo de prejuízo para saúde.

Felizmente, este não é o caso com Actus. As substâncias contidas no suplemento são de origem 100% natural, e já vêm sido usadas isoladamente há séculos, sem nenhum prejuízo. Além disso, após diversos testes clínicos, nenhum paciente apresentou sinais de efeitos colaterais.

Apesar disso, é importante dizer que trata-se de um suplemento poderoso, e o fabricante recomenda não ultrapassar a dose diária de UMA pílula ao dia.

Confira sete bons motivos para voce passar a consumir o óleo de côco

Quatro colheres de sopa por dia, ou uma a duas cápsulas diariamente. Essa é a quantia média recomendada para o consumo do óleo de coco, uma gordura saturada, mas de origem vegetal, que está fazendo a cabeça não só de quem está de dieta, mas até daqueles que precisam controlar problemas de saúde. “O produto 100% natural apresenta propriedades que favorecem a perda de peso, reduzem o colesterol ruim e até controlam os níveis de açúcar no sangue”, aponta a nutricionista Cátia Medeiros, da clínica Espaço Nutrição, em São Paulo.

Vendido em lojas de produtos naturais e algumas farmácias, o óleo de coco apresenta duas versões. Uma delas em cápsulas, que devem ser ingeridas no horário do almoço ou do jantar. Já a versão em óleo pode ser adicionada no preparo dos alimentos, em pastas e patês para acompanhar torradinhas ou mesmo em vitaminas. Para entender como ele age no organismo e conhecer outras boas razões para consumi-lo, o Minha Vida conversou com nutricionistas e elaborou a lista que você confere a seguir.

Controla a compulsão por carboidratos

Além de todos esses benefícios, o óleo de coco certamente deve ser um alimento que não pode faltar na dieta de quem tem diabetes ou de quem não resiste a uma guloseima. “Assim como os alimentos ricos em fibras, ele ajuda a manter níveis estáveis de glicose no sangue e não estimula a liberação de insulina, o que diminui a compulsão por carboidratos”, explica a especialista Cátia Medeiros. Ao contrário de outros óleos poli-insaturados, que dificultam a entrada de insulina e outros nutrientes dentro das células, o óleo de coco favorece essa entrada e, por isso, a taxa de açúcar no sangue fica normalizada.
Resultado de imagem para oleo de coco sidney oliviera
Pote por apenas R$ 16,90 com 60 cápsulas, na Farmacia Saúde & Beleza, Rua Esperidião Noronha, 1273, centro de Itabaiana. Fone/Zap: 9-9983-4028
Promove a saciedade
Por ser uma gordura, o óleo de coco tem uma digestão diferenciada. “Ele permanece mais tempo no estômago do que um carboidrato, por exemplo, o que aumenta a sensação de saciedade“, explica a nutricionista Cátia Medeiros. Com o apetite reduzido fica mais fácil segurar a vontade de petiscar o dia todo, hábito que pode sabotar a dieta e, consequentemente, o desejo de emagrecer.

Acelera o metabolismo

De acordo com a nutricionista Maria Fernanda Cortez, da clínica Nutri & Consult, em São Paulo, se consumido diariamente, o óleo de coco aumenta o gasto energético do organismo. “Ele estimula o funcionamento da glândula tireoide, que está diretamente ligada ao nosso metabolismo, o que aumenta a queima de calorias”, explica. Assim, não adianta apostar em dietas radicais se essa glândula e, consequentemente, seu metabolismo não está funcionando adequadamente. O ponteiro da balança simplesmente não sairá do lugar.

Melhora a prisão de ventre

Homem com dor de barriga - Foto Getty Images                Por ter rápida absorção e solubilidade, o óleo de coco também é amigo do intestino. “Seus componentes agem normalizando o trânsito intestinal”, diz Cátia Medeiros. As ações benéficas para o intestino também valem no caso de o intestino solto, pois ele ajuda a eliminar bactérias perigosas e favorece o crescimento da flora intestinal saudável.

Reduz o colesterol

Homem com a mão no coração - Foto Getty Images                O bom funcionamento da tireoide, favorecido pelo consumo de óleo de coco, também garante a redução do colesterol LDL (colesterol ruim) e a elevação do colesterol HDL (colesterol bom). “Isso ocorre porque essa glândula consegue metabolizar esse componente na formação de hormônios essenciais”, explica a nutricionista Maria Fernanda. Com a normalização da taxa de colesterol sanguíneo há diminuição do risco de doenças cardiovasculares.

Fortalece o sistema imunológico

Família unida - Foto Getty Images                Outro benefício do óleo de coco é o fortalecimento do sistema imunológico. “Ele age no combate e na prevenção contra o ataque de bactérias e fungos que ameaçam nossa saúde e ainda melhora a absorção de nutrientes, reforçando as defesas do organismo”, explica Maria Fernanda. Isso ocorre devido ao ácido láurico, também presente no leite materno e que tem o poder de combater inúmeras infecções.

Combate o envelhecimento precoce

Mulher olhando rugas da testa - Foto Getty Images                ”O óleo de coco promove a diminuição de radicais livres presentes no organismo, responsáveis pelo envelhecimento celular”, aponta a Maria Fernanda. Segundo ela, isso acontece graças a ação de componentes da vitamina E, presentes no óleo. Até certo nível, os radicais livres são benéficos para o corpo, mas o acúmulo pode causar não só o envelhecimento precoce, como também o desenvolvimento de um câncer em decorrência da oxidação de células saudáveis.
E atenção: Óleo de Côco tem que ter marca de procedência. Não compre um produto de qualquer  marca por aí, e jogue o seu dinheiro fora. Óleo de Côco em Itabaiana, é na Farmacia Saúde & Beleza, revendedor autorizado da linha Sidney Oliveira e Ultrafarma no varejo ou atacado.