Treinador no Sergipe em 2005

José Carlos Amaral nasceu no Rio de Janeiro no dia 18 de Março de 1957. É formado em Educação Física pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e começou sua carreira como preparador físico do Fluminense-RJ, quando trabalhou ao lado de Carlos Alberto Parreira.

Depois do trabalho realizado no clube carioca, Amaral comandou o Tupi, Central, Fluminense de Feira, Vitória da Conquista, Paysandu, Remo, Santa Cruz, Sport Recife, Imperatriz-MA, Ipitanga, Colo Colo-BA, Sergipe, Grêmio Maringá-PR, Fortaleza-CE, Atlético-GO, Coronel Bolognesi-Peru, Alianza Lima-Peru e Sporting Cristal-Peru, Rio Branco de Campos/RJ, e por último atuou no Ypiranga pela segunda divisão baiana.

O treinador chega com a experiência de ter comandado o Alianza Lima, Sporting Cristal, equipes da 1ª divisão do futebol Peruano, e o Sport do Recife na Taça Libertadores de América. Sua passagem no nosso futebol, aconteceu em 2005(veja foto acima).

Na oportunidade, ele pelo Sergipe perdeu o título estadual para o Itabaianaao lado do supervisor Nelson Lima e o goleiro Neto na equipe do presidente Motinha. Em 2000, foi técnico do Sport/PE, no elenco que tinha atletas como Lima Sergipano, o zagueiro Sangaletti e o goleiro Bosco.

“O Maruinense foi a nossa pedra no caminho. Perdemos o título por um ponto para o Itabaiana de Freitas Nascimento e do atacante Matheus. O título foi merecido pela equipe que mais somou pontos, o que é justo”, disse o treinador em entrevista exclusiva ao repórter Roberto Carioca no início da noite da última quinta-feira quando esteve na cidade.

Jose Carlos Amaral deverá se apresentar oficialmente como treinador do clube, no próximo dia 05. Amigo do empresário Leandro Brandão, investidor da equipe de base do Itabaiana, o carioca deverá também indicar cerca de três a cinco reforços, jogadores do seu conhecimento que serão avaliados pelos cartolas do tricolor da serra.