Pra se ter uma idéia, dos últimos sete corpos que deram entrada no IM L de  nosso estado, seis foram vítimas de arma de fogo. Somente na cidade de Ribeirópolis, aconteceram três crimes praticados por armas de fogo em menos de 24 horas.

Confira os dados:

Carlos Santos Sena, carlinhos, 45 anos de idade, morto à tiros na Rua Alexandre Menezes, dentro de sua casa no Bairro Baixa Fria. Ao seu lado, estava o amigo Maílson de Jesus, 27 anos, que também foi baleado, falecendo na manhã do mesmo dia após ser socorrido.

Já Aldenes Reis dos Santos, tinha 35 anos, e foi morto em via pública na Rua B, no Conjunto Maria Isabel na mesma cidade, no início da noite com vários tiros.

Wesley Júnior Andrade, tinha 27 anos e faleceu nas dependências do Huse em Aracaju, também vítima de arma de fogo. Era do Japãozinho na capital sergipana.

Já Pedro dos Santos, 46 anos, morreu vítima de arma de fogo no município de Laranjeiras. Outra vítima foi Edenir J. Andrade, de 35 anos, cujo corpo também foi encaminhado ao IML de Sergipe.

Por fim, também deu entrada o corpo de um homem sem identificação, vítima de queda no Complexo Taiçoca de Fora em Nossa Senhora do Socorro. Este corpo deu entrada por volta da meia-noite.

Nos municípios de Pirambú, Estância e Nossa Senhora das Dores, foram registradas tentativas de assassinatos neste mesmo dia. Em Pirambú, um homem foi esfaqueado. Já na cidade jardim, duas pessoas foram baleadas nesta terça-feira.

A violència em Ribeirópolis foi tema de debate ontem na Cãmara de Vereadores do município, e também na Assembléia Legislativa. Na delegacia da cidade, apenas três policiais em média são os responsáveis pela segurança do município.

Da redação.