Prazo de inscrição vai até a próxima sexta, dia 21, diz Diogo Andrade, novo Assessor Técnico da FSF

Depois de vários anos inativo, e longe das competições oficiais no nosso futebol, o Itabaiana Coritiba Esporte Clube, liderado pelo desportista Wilson Cunha,  voltará ao cenário de Sergipe neste ano de 2013. Gia,  presidente e fundador do clube, confirmou em entrevista recente ao radialista Roberto Carioca , que o time já garantiu sua inscrição e vai disputar a 2ª Divisão do Campeonato Sergipano, que está prevista para acontecer no segundo semestre.

“Sabemos que temos uma dívida na federação, mas o Coritiba participou de algumas reuniões com alguns empresários de nossa região, inclusive com o pessoal da Itnet, e como temos um agreste forte financeiramente, e eles nos prometeram apoio  enxergando que a nossa participação é importante, isso nos fez promover o retorno do Coritiba ao futebol de campo. Quero dizer também a você e seus ouvintes, Roberto Carioca, que o nosso projeto é para que o Coritiba dispute o título de campeão da competição”, afirmou o dirigente na entrevista ao vivo.

Como nas vezes anteriores, o nome do treinador predileto para comandar  a equipe, é o do técnico Aílton Rocha, atualmente sem clube em nosso estado. Sobre este nome, leia o que disse Gia: 

“Ailton Rocha é um profissional no qual eu tenho um respeito enorme e tenho plena certeza de que ele fará um grande trabalho no Coritiba, caso seja ele o nosso treinador. Existem muitos jogadores que querem iniciar uma carreira e não vem tendo oportunidade. O Coritiba quer mudar esta históeia Isso não existe, só trazer gente de fora e que nem sempre dá certo aqui. Queremos dar essa chance ao pessoal de nossa terra também. Devo conversar ainda, com os dirigentes do Itabaiana, pois temos interesse em dar rítmo de jogo aos que irão a Copa São Paulo em janeiro com o nosso amigo Lima”, concluiu o polêmico desportista Itabaianense.

Fazendo clássicos inéditos diante do Independente nos clássicos da serra, com quem brigava pelo título e a hegemonia no futsal sergipano, o Coritiba de Itabaiana nasceu em 1972 ainda na modalidade de futebol de salão, onde conquistou diversos títulos e fez jogos memoráveis pelo Brasil inteiro no futebol da bola pesada. Em homenagem ao Coxa/PR,  O time tem o mesmo escudo, cores e uniforme do homônimo. O clube itabaianese não tem um histórico de grandes conquistas nos gramados, apesar de algumas boas campanhas em Estaduais das primeira e segunda divisões. Já participou da Copa do Nordeste de 2000, mas caiu ainda na primeira fase, em um grupo que tinha Ceará, Vitória e ABC. Na oportunidade, jogou no Barradão e perdeu no Médice, sendo eliminado da competição também sem obter êxito diante dos demais adversários.

A maior trajetória de seu sucesso no campo, foi o vice-campeonato de 1999, perdendo o título para o Sergipe. Na modalidade da bola pesada, faturou sete estaduais, uma Copa do Nordeste e uma Liga Nordeste.

“Eu me lembro que em 99, o Coritiba do zagueiro Dé e cia ltda, só não foi campeão do estado porquê não ganhava uma do Sergipe. Quanto ao Itabaiana e o Confiança, ambos eram fregueses do time de Gia. Em Macambira, por exemplo, no Estádio Severão, o Coritiba com Gia como treinador meteu 3 x 1 no Itabaiana dos atacantes Aldinho e Fabinho Cambalhota. O presidente do tremendão era Alberto Nogueira”, frisou o repórter Roberto Carioca..

Se dizendo torcedor doente do Itabaiana, Gia ao fundar o Coritiba não afirmou categoricamente, mais um dos motivos foi certamente em virtude de não ter oportunidades no clube tradicional de sua cidade. Gia já chegou a ser administrador do Presidente Médice, e também se uniu ao saudoso Alemão do Motel para fazer do Cotinguiba, o Tubarão da Serra, o que não deu certo. Por algumas vezes, chegou a ter seu nome cotado para ser dirigente do tricolor da serra, o que nunca se realizou.

Quando da nomeação do Advogado Alberto Nogueira para presidir o Itabaiana, durante uma reunião no Colégio Opção, o radialista Roberto Carioca fez questão de levar Wilson Cunha, o “Gia” ao encontro, e sugeriu o  nome do ex-deputado para presidir a equipe, porém a sugestão do radialista foi voto vencido. Na oportunidade, se fizeram presentes diversos dirigentes do clube, como por exemplo, Edvaldo da Farmácia, na época, cartola do tremendão.

Um dos jogos inesquecíveis, foi quando o tricolor bateu o Tubarão da Serra por 1 x 0, gol de Pedro Costa com o estádio lotado em Itabaiana. O resultado do jogo(Itabaiana 1 x 0 Cotinguiba), levou a torcida serran ao delírio.

Além do Coritiba, já procuraram a FSF para participar da segundona, as seguintes equipes: Amadense, Canindé,e CSM. O Propriá e o Sete de Junho irão a Carivaldo nesta segunda-feira. Já o Cotinguiba informou que ficará de fora. Quanto ao Guaraní, este não se posicionou até o momento, a exemplo da Gloriense de Nossa Senhora da Glória.

Roberto Carioca: A notícia com a marca da credibilidade!