José Vieira dos Santos, 64 anos, foi morto após ser golpeado no último domingo(14), com tacos e bolas de sinuca em um bar na zona rural do município de Itabaiana. Zé do Apolônio, como era conhecida a vítima, segundo informações de testemunhas, teria entrado em uma discussão com uma pessoa conhecida no Povoado São José, e logo em seguida teria sido golpeado inúmeras vezes, inclusive no rosto, ficando estirado dentro do bar até a chegada do Samu.

Com a cara inchada, e ematomas com manchas de sangue, Zé do Apolonio  teria sido agredido ainda por outras duas pessoas que também se encontravam no Bar do Adílson e que de acordo com informações chegadas ao conhecimento da polícia, teriam entrado em defesa do primeiro envolvido.

Com a vítima bastante machucada, os agressores fugiram do local e deram no pé. Já Zé do Apolônio, foi finalmente socorrido e encaminhado ao Hospital Pedro Garcia(HDRPGMF) em nossa cidade , sendo logo transferido para a capital sergipana.

No Huse em Aracaju, o ancião ficou internado cerca de 72 horas, e na última quarta-feira não resistiu aos graves ferimentos e veio a óbto naquela unidade de saúde. O seu corpo já foi sepultado em Itabaiana na última quinta(18), porém os acusados continuam foragidos.

Zé do Apolônio residia no Povoado Rio das Pedras, próximo ao cemitério da comunidade. Era casado, morava com sua companheira, e tinha filhos em Nossa Senhora da Glória e Aracaju. Era natural de Monte Alegrer(SE).

A polícia informa que além da identificação do homem conhecido por Ninho, o principal acusado pelo crime praticado, já teria também os nomes dos outros dois possíveis envolvidos na morte do ancião no último domingo à tarde dentro de de um  bar no Povoado São José. 

Da redação, Roberto Carioca.