Foto meramente ilustrativa

A população do Povoado Poções, principalmente os que circulam na entrada que dá acesso a regiões como o Vermelho, por exemplo, estão solicitando ao setor competente da Prefeitura Municipal de Itabaiana, que retire o material remanescente de uma limpeza realizada no local recentemente através de uma equipe do município que com uma máquina agrícola trabalhou na área a pedido dos moradores.

Segundo a dona de casa Maria de Lourdes, o risco maior é de retorno de fortes chuvas: “Se esse material não for retirado logo, uma chuva forte poderá causar grandes estragos pra gente que  mora aqui na localidade, causando inclusive inundação e invasão de água com esgoto em nossas casas, inclusive nas regiões mais baixas aqui do Povoado Poções”, explicou.

Além do material deixado ao lado de uma capelinha de Nossa senhora, há ainda um grande lago que já está se formando no mesmo local. Não se sabe se é um poço artesiano que vazou, ou mesmo se a água em abundância vem de um Balneário existente nas proximidades, às margens da BR 235 à altura do KM 58 em frente a Churrascaria do Domício.

O lavrador Francisco de Santana também fez seu desabafo: “Eu moro aqui no Povoado Poções e tenho familiares no Povoado Vermelho e passo neste trecho atravessando a rodovia praticamente todo dia. Se vier uma chuva forte como veio no mês passado aqui em Itabaiana, essa água que está aí parecendo uma lagôa vai ser jogada toda em direção de nossas casas, no outro lado da pista e vai prejudicar minha moradia e a de muita gente também. Por isso faço, reforço este pedido ao pessoal da prefeitura que limpe esta área o mais rápido possível, antes que o pior aconteça”, concluiu o homem do campo, residente nesta comunidade rural há mais de 10 anos.

Outro risco existente é em relação a infestação do Mosquito da Dengue, uma vez que o acúmulo de água tem aumentado consideravelmente em virtude do entulho deixado na área, o que não vem permitindo o esvaziamento da lagôa, uma vez que a passagem da água está obstruída principalmente por mato e areia.

Em conversa com a nossa equipe de reportagem nesta segunda-feira(29), o chefe da limpeza no município Wílson das Vassouras, afirmou já conhecer o problema reconhecendo o justo pedido dos moradores. Wílson nos afirmou ainda, que o caso será solucionado o mais rápido possível.

Animal morto em via pública

Um cavalo foi encontrado morto na tarde desta segunda-feira no trecho final da Rua Professor Lima Júnior, próximo a esquina com a Rua São Domingos em nossa cidade. Segundo o setor competente em remover o animal, uma equipe do município irá ao local nas primeiras horas da manhã desta terça-feira para realizar o serviço.

Da redação, Roberto Carioca.