A Companhia de Polícia Rodoviária Estadual (CPRv), vem intensificando o policiamento e as fiscalizações nas rodovias estaduais com o objetivo de disciplinar o tráfego de veículos e minimizar as ocorrências de acidentes de trânsito.

Nesses oito meses de 2013, foram realizadas dezenas de operações em todas as regiões do Estado, o que resultou em um aumento significativo do número de condutores fiscalizados e autuados, comparado com todo o ano de 2012.

De janeiro a agosto de 2013, a CPRv confeccionou 8.500  autos de infração, sendo que 2.006 autos foram por conduzir veículo sem possuir Carteira Nacional de Habilitação (Art. 162 I do CTB). Esta infração obteve a maior incidência no ranking das infrações que foram registradas pela CPRv, sendo os condutores de motocicletas os maiores infratores.

Em relação às demais infrações, durante os primeiros oito meses de fiscalização nas rodovias estaduais deste ano, foram confeccionados diversos autos de infração por irregularidades no trânsito. Foram eles: 1.601 autos por licenciamento vencido, 1.074 por conduzir veículos sem documentos de porte obrigatório, 587 autuações por conduzir motocicleta sem o uso do capacete de segurança, 379 infrações pelo não uso do cinto de segurança, 335 por conduzir veículo sem equipamento obrigatório e 272 autos de infração por dirigir veículo com CNH vencida.  

De acordo com o capitão Gilmar, comandante da CPRv, “a Companhia de Polícia Rodoviária, durante a realização de seus trabalhos preventivo nas rodovias, vem frequentemente se deparando com pessoas conduzindo veículos “motocicletas” sem serem habilitadas para esse fim. Esse tipo de atitude coloca em risco a sua vida e a dos demais usuários das rodovias, pois não é somente o fato de saber guiar um veículo. Todo o processo vai bem mais além, passando por conhecimento da legislação de trânsito, das normas de circulação e conduta, primeiros socorros, direção defensiva e segurança no trânsito, e o condutor só adquiri esses conhecimentos passando pelo processo de exame de habilitação, que é efetuado pelo Departamento Estadual de Trânsito – DETRAN, através de autoescola cadastrada”.

Fonte: CPRV