Por volta das 16:00 horas deste domingo, o trabalhador  José Monteiro dos Santos, funcionário público lotado na cidade de Japaratuba, e residente no Conjunto Albano Franco em Nossa Senhora do Socorro, teve o seu carro tomado na marra após ser abordado por dois homens armados na BR 101, próximo ao trevo da Praia da Caueira, no município de Itaporanga.

José Monteiro,  bastante conhecido e carinhosamente chamado de Legelé Pé Leve, prestador de serviços na equipe esportiva da Rádio Jornal 540 sob o comando de Carlos Magalhães, o renomado  “Magá”, onde tem atuado nos últimos anos como auxiliar de externa nos estádios de futebol, estava ao lado da mulher Helena e da amigo Giselda, quando então resolveram parar na pista para encher algumas garrafas de “água mineral” em uma fonte pública existente na beira da pista.

E foi aí que de repente, surgiram os homens armados com revólveres e anunciaram o assalto surpreendendo as vítimas. Legelé, cronista esportivo em nosso estado, ficou tão angustiado que ainda esboçou reagir tomando posse de um facão, o que só não aconteceu graças ao apêlo principalmente da esposa que clamava pela não reação.

Ao tomar posse da chave do veículo, um Corsa Sedan, bege, quatro portas, ano 2005, placas JPQ-8627 de Aracaju/Sergipe, os infratores aceleraram e sumiram tomando destino ignorado. O carro está em nome de Nilson da Conceição Santos, antigo dono. Legelé pede informações pelos celulares: (79)9975-1839 ou (79)9656-7546. Os documento do Corsa Sedan estava dentro do veículo e foi levado pelos delinquentes.

Costumeiramente as vítimas faziam este trajeto aos finais de semana e nunca teriam sofrido nada de anormal, mas desta vez, infelizmente foi diferente: “Eu sou trabalhador, tenho meu carrinho em dia, minha habilitação também, e tudo isso com muito esforço. Já tive carro de fretamento de mudanças e pequenos fretes. Há pouco tempo eu tinha outro carro e vendí por necessidade de manter minha família, e agora chegam estes elementos e fazem isso comigo, rapaz. Cadê a justiça pra esse povo. Cadê a segurança de nosso estado. Como pode isso acontecer aqui na BR 101 e pelo dia. Cadê a segurança dos sergipanos. Confesso que tô arrasado com este assalto”, disse bastante indignado o desportista Legelé, também corredor de maratonas como o atletismo na grande Aracaju.

Da redação, Roberto Carioca.